• Bruno Rodrigues e Cristiane rosa

As melhores abóboras do Rio

Com o dia das bruxas chegando, quem não ama uma boa abóbora? Por isso, o Viagem Sem Escalas fez um grande tour gastronômico no fim de semana por dez restaurantes no Rio. E, claro, selecionamos o top five do the best do Rio. Começamos com o Francês Bagatelle, instalado no Jockey Club carioca. Adoramos a criação do chef Thiago Maeda, com o Magret de Canard (69,00). Na receita, o suculento magret de pato vem acompanhado de purê de abóbora caramelizado com farofa de avelãs e jus de pato. No contemporâneo Riso Bistrô, João Paulo Frankenfeld conquistou a gente com sua irresistível Surpresa do Mar (93,00) acompanhada de purê de abóbora, chia crocante, espuma de nuts com leite de coco e pupunha grelhado. No Stuzzi, a abóbora vem em dobro: a chef Paula Prandini fez uma receita de risoto de abóbora com carne seca e crispies de alho poró (41,90) e ravioli de abóbora assada com manteiga de sálvia, camarões e perfume de laranja (42,90).Ficamos encantados. Já no Nam Thai, o chef David Zisman fez uma abóbora recheada com coco (20,00). Gostamos tanto que ele explicou para a gente que a abóbora é cozida em banho-maria, recheada com creme de coco e cozida no vapor. Depois de fria é cortada ao meio, fatiada e servida com calda rala de açúcar, coco tostado e fatias de frutas frescas. Simplesmente sensacional! O Gero Ipanema - o nosso the best - tem um saboroso risoto de abóbora com camarões (R$129). Outra delícia é a massa fresca – tortelli - recheada de abóbora e amaretto, com manteiga e amêndoas. (R$ 98 – menu de almoço com entrada, prato principal e sobremesa). Provamos os dois. E, claro, é para se jogar. O Fasano Al Mare encantou com o seu dourado em crosta de nozes, abóbora amarela e limão siciliano (R$ 123). Fica no chique hotel Fasano.