• Viagem Sem Escalas

Cascais, o balneário de Portugal

Atualizado: Out 9


Depois de conhecer o Norte de Portugal, o Viagem Sem Escalas pegou a estrada e foi parar na deliciosa Cascais. O clima praiano, lugares cheios de mistério, como a Boca do Inferno, e muitos restaurantes incríveis marcam o clima de um dos balneários mais disputados de Portugal. O melhor é que Cascais está do lado de Lisboa, a pouco mais de meia hora de trem e excelente opção para passar um dia de descanso. Quem quiser também pode aproveitar e ficar até três noites na vila portuguesa, que pertence à área metropolitana de Lisboa.

Cascais entrou no mapa no fim do século XIX. Em 1870, o Rei de Portugal Dom Luís I decidiu transformar um forte militar na residência de verão da família real. Com isso, a vila passou a ser o destino de figuras do meio intelectual. A mais recente a se apaixonar pela vila foi a cantora Madonna.

Como tem localização estratégica, Cascais conta com belos faróis e fortalezas ao longo de sua orla. Se o dia estiver bonito, então, é uma visita encantadora. Quem chega de trem, o passeio pode começar pelas belas vias arborizadas, cheias de comércio e restaurantes. O melhor de Cascais é que é possível andar por toda a vila a pé.

A primeira dica é se perder pelas ruas. O ponto de partida pode ser no belo Jardim Visconde da Luz, inaugurado em 1867 e espaço onde os moradores se encontravam. De lá é possível caminhar ao longo da Avenida Valbom e Rua Frederica Arouca, com calçadão típico em ondas igual ao da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. É um centro delicioso. Não deixe de conferir a Alameda dos Combatentes da Grande Guerra. Outra dica é o Largo Luís de Camões. Veja nosso vídeo especial:

Leia mais:

Veja nosso roteiro por Sintra. Clique aqui Veja nossas dicas por Óbidos, Nazaré, Alcobaça e Batalha. Clique aqui

Andar pela orla é um passeio imperdível. Comece na Avenida Dom Carlos I para ficar impressionado com o belo forte construído na região. Por isso, não deixe de conhecer a fortaleza de Nossa Senhora da Luz (nas fotos acima), onde é possível andar pelo seu interior. Há ainda bons museus, como o Museu Condes de Castro Guimarães (na foto abaixo). Aproveite ainda para caminhar pelo agradável parque municipal da Gandarinha (na foto abaixo). Fica tudo ao longo da bela Avenida Rei Humberto II de Itália, um caminho com belos cenários e canais que desembocam no mar.

Duas praias são essenciais nesse passeio. A Praia da Rainha e Praia da Ribeira de Cascais. São quatro praias em Cascais, que ficam próximas entre si, é possível caminhar de uma praia para outra e escolher a que achar melhor. A mais famosa é a Praia da Rainha, conhecida por ser o local onde a Rainha D. Amélia tomava banho de mar. A Praia da Ribeira é a praia dos pescadores e várias embarcações ficam atracadas no cais. É um ligar belíssimo. Mas é só para contemplar mesmo, pois não é indicada para o banho. Há ainda as praias da Conceição, da Duquesa e das Moitas.

Praia da Ribeira (nas duas fotos abaixo)

Praia da Rainha (abaixo)

Como chegar a partir de Lisboa? Cascais fica a 40 minutos de Lisboa a partir da Estação Cais do Sodré (ligação com a estação de metrô mesmo nome da linha verde). Os trens costumam sair a cada 20 minutos. Entre 6h50 e 10h da manhã, horários com maior fluxo de passageiros, os intervalos são menores e alguns trens param em menos estações, diminuindo o tempo de viagem. O mesmo acontece no sentido inverso, de Cascais a Lisboa. O desembarque é junto ao centro histórico de Cascais e as praias, não tem erro.