• Viagem Sem Escalas

Doze dicas para curtir Évora, no Alentejo

Atualizado: Out 9

Há quem considere a cidade de Évora uma das mais bonitas de Portugal. Outros a consideram misteriosa, romântica e até macabra. Localizada no Alentejo, a cidade reúne, sim, um pouco dessas características que a tornaram famosa no país. É ainda a casa da cortiça, a famosa madeira usada para as rolhas dos vinhos. Mas, aqui, em Évora, a cortiça vira biquini, bolsa, blusa e mais o que a imaginação permitir. Évora coleciona uma série de atrações mundialmente famosas, como a Capela dos Ossos e o seu Templo Romano. Há ainda os azeites e os vinhos... Não falta opção!

Veja nosso vídeo especial:

Évora fica a cerca de duas horas de Lisboa. O Viagem Sem Escalas foi de carro. Já na viagem uma delícia poder apreciar os pontos turísticos como o Cristo Rei. O ideal é passar o dia inteiro e contemplar sua bela praça central, cheia de detalhes, as inúmeras lojas, as feiras que vendem produtos frescos e outros pontos igualmente bonitos. Por isso, selecionamos as melhores dicas da cidade:

1. Recinto Megalítico dos Almendres

Começamos o nosso passeio em Évora no belo e icônico Recinto Megalítico dos Almendres, que remonta do período Antes de Cristo. Trata-se de um monumento pré-histórico. No local, dezenas de pedras (chamadas de "menires") de diferentes formas estão sob o solo em formato de círculo. Até hoje, os especialistas não conseguiram entender a sua função, embora há estudiosos que associem as pedras à fertilidade. Outros fazem uma relação entre o nascer e o pôr do sol, colocando a área como local sagrado. Algumas dessas pedras contam com gravuras, que eram usadas para ritual. Há estacionamento para visitar o espaço. 2. Jardim de Évora

Não deixe de conferir o belo jardim da cidade, cuja entrada principal é pela Rua da República. No local, criado pelo arquiteto e cenógrafo italiano José Cinatti , há vários monumentos como os restos da Muralha Medieval (século XIV), o Palácio de D. Manuel (século XVI) e as Ruínas Fingidas (século XIX, que impressionam pelo pouco que sobrou). Aproveite para apreciar as belas cores do local.

3- Provando os azeites

Perto do Jardim Público de Évora, é hora de ir para as compras. Por isso, paramos para provar os azeites (deliciosos) em uma loja chamada Divinus Gourmet, localizado na Praça 1º de Maio 14. A loja é uma ótima opção para quem comprar um azeite temperado ou com alguma especiaria. Adoramos a versão com tomilho. E, olha, que o blog conhecer ótimas cidades ao redor do mundo, mas nunca vi tanta opção de azeite como aqui na Divinus. Se gostar de algum produto, a dica é comprar.

4. Praça principal de Évora, a Praça do Giraldo

A praça é um dos locais mais bonitos do Alentejo e quem mora por lá costuma brincar que todos os caminhos levam à Praça do Giraldo. O nome é uma homenagem a Geraldo Geraldes, que conquistou Évora dos mouros em 1167. E, por isso, os brasões da praça são em sua homenagem, com um homem segurando uma espada. No centro da praça, chama a atenção uma bela fonte, em estilo barroco. Detalhe: as oito bicas se referem a cada uma das oito ruas que desembocam na praça. Ou seja, haja loja para conhecer. O comércio ao seu redor é pujante. Então, separe algumas horas para se divertir e almoçar ou jantar pela região.

No topo da fonte existe uma coroa. Segundo a história popular, explica o Visit Evorta, Filipe III de Espanha, em 1619, achou que a fonte era digna de ser coroada. Não deixe de apreciar a Igreja de Santo Antão, que data do século XVI e é uma das mais importantes do Alentejo. E, o mais importante, veja onde pisa: o chão é todo feito em Pedras Portuguesas, dando um ar ainda mais especial a essa que é uma das mais bonitas de Portugal.

Leia mais:

Veja nosso roteiro por Cascais. Clique aqui

Veja nosso roteiro no Norte de Portugal. Clique aqui

Veja nosso roteiro por Sintra. Clique aqui

Veja o que fazer em Lisboa. Clique aqui

5. Ande pelas ruelas

Andar pelas ruelas de Évora é descobrir lojas inusitadas, que são abrigadas dentro de construções romandas. Sim, construções medievais. Entre um prédio e outro, um vestígio dos tempos antigos. Évora é, realmente, um achado! Aproveite para comer um pastel de nata em uma das lojas da cidade, como a Fábrica dos Pastéis e a Pastelaria Violeta.

6- Museu do Relógio

Se você gosta de relógio, não deixe de conferir esse espaço super divertido. Você vai encontrar modelos antigos e super inusitados. Vale a pena fazer essa visita.

7- Templo Romano

É um dos mais bem preservados templos romanos de toda a Península Ibérica e é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 1986. Conhecido como Templo de Diana, em alusão à deusa da caça, é um dos vestígios mais impressionantes da ocupação romana. Localizado no Largo Conde de Vila Flor, o templo foi construído no século I. De forma retangular, a base foi feita de grandes blocos de granito para sustentar as 14 suas colunas com cerca de 3,5 metros de altura. É uma beleza singular e única.

8- Catedral de Évora (Sé de Évora)

Perto do Templo Romano, está a Catedral de Évora. Para entrar em seu interior é preciso pagar. A construção foi iniciada em 1186 e concluída apenas em 1250. Feita em granito, é marcada pela transição do estilo românico para o estilo gótico.

9- Apreciando um vinho Um dica é parar o roteiro para fazer uma prova de vinho na Ervideira WineShop e provar as bebidas típicas da região.

10- Cortiça

Não deixe ainda de comprar alguma coisa de cortiça pelas lojas. As lojas estão cheias de opções e há espaços especializados em vender produtos com esse tipo de material. É inusitado.

11. Igreja de São Francisco

Não deixe de visitar essa bela igreja de arquitetura gótico-manuelina e construída entre os anos de 1480 e 1510. Por ser de estilo manuelino, a igreja está ligada à época das grandes navegações de Portugal. A igreja conta com dez capelas laterais - sendo a mais famosa, a Capela dos Ossos. A igreja conta com salas vips onde a Família Real assistia às missas. A decoração é feita com representações de vários santos franciscanos. Nos altares colaterais podem ver-se várias pinturas do período renascentista. É preciso pagar para entrar na igreja. mas vale a visita.

12- Capela dos Ossos

Um dos monumentos mais famosos de Portugal, a Capela data do Século XVII. O espaço - criado para reduzir os 42 cemitérios que existiam na cidade - traz logo em sua entrada uma mensagem que mostra a fragilidade da vida: "Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. Sempre lotada, a capela é rodeada de ossos variados - calcula-se que sejam cerca de 5000 caveiras humanas. A luz natural entra estrategicamente nestas naves apenas por três pequenas frestas do lado esquerdo.