• Viagem Sem Escalas

Em Amsterdam, os museus curiosos com a história do país

Atualizado: Out 9

É possível conhecer parte da história de Amsterdam visitando museus, fábricas de diamantes e destilarias que ajudam a explicar o porquê de o local ter sido uma das grandes potências mundiais entre os séculos 17 e 18. Por trás disso, está a presença de famílias ricas que deixaram sua marca até hoje na Holanda.

1 - Museu Van Loon

Esse é o objetivo do nosso roteiro de hoje. Comece seu dia pelo belíssimo Museu Van Loon, uma das famílias fundadoras da mítica Companhia das Índias Orientais. O museu foi a residência da família. Por isso, aprecie o local e veja como era uma casa típica dos ricos em Amsterdã. A casa foi construída em 1672 e conta com três andares, um jardim e uma casa nos fundos para os cavalos. O ideal é começar o passeio pela sala de jantar, na parte frontal da residência. Quadros, tapetes e lustres dão o tom aos cômodos. Chamam a atenção os objetos oriundos da Ásia, fruto do comércio da companhia.

Que tal conhecer a casa do pintor Rembrandt em Amsterdam? Veja nossa experiência.

A enorme cozinha no subsolo, com o teto cheio de detalhes, impressiona. Nos fundos, o desenho geométrico do jardim foi inspirado nos canais da cidade. É beleza pura. O valor do ingresso é € 9. Infos no site www.museumvanloon.nl

Detalhe do jardim que simula os canais da cidade

Quarto

2- House of Bols

Além dos Van Loon, outra família tradicional que deixou sua marca foi a Bols. O clã, que investiu em destilarias para produzir licores, ganhou força no século do ouro holandês e hoje tem uma das marcas mais conhecidas no mundo. A história pode ser apreciada no museu dedicado ao legado da bebida, a House of Bols. Fica perto da Praça dos Museus, onde estão localizados o icônico Rijksmuseum e o Museu Van Gogh. O tour é interativo e voltado para a experimentação do licor. O passeio começa com um show de luzes em pequenos quartos individuais, que simulam a explosão dos sentidos provocados por quem ingere a bebida. Em seguida, é hora de sentir o aroma dos mais de 40 sabores criados pela família ao longo de quatro séculos de trabalho. A entrada sai a € 16. No fim da visita, é possível escolher uma das bebidas no cardápio do bar do museu. Mais infos no site bols.com/experience

Saiba onde beber cerveja em Amsterdam com a Heineken Experience?

Clique aqui

3- Diamantes Gassan

Amsterdã também ficou conhecida como a cidade dos diamantes, devido à grande quantidade de pedras preciosas em circulação. Com isso, técnicas de polimento foram criadas e aprimoradas ao longo do tempo, sobretudo por judeus que moravam no local. Por isso, não deixe de incluir no roteiro uma visita à fábrica da Gassan Diamonds.

Veja nosso vídeo especial:

A entrada é gratuita, e a visita conta com guias que falam inclusive português. O tour mostra funcionários reais polindo as pedras, enquanto os guias revelam a ligação da cidade com os diamantes. A visita termina com uma parada estratégica em uma das lojas da companhia. Toda essa história só foi possível com o sucesso das navegações mundo afora, a ponto de o país ter ainda no século XIX a maior fábrica de diamantes do mundo. Mais infos no site www.gassan.com

O que fazer sem gastar muito em Amsterdam.

Quer saber? Veja nossas dicas

4- Museu da Tulipa

E esse roteiro temático combina bem com as atrações já tão populares de Amsterdã. Separe um tempo, por exemplo, para apreciar as tulipas, um dos produtos mais famosos do país — e que nos remetem novamente ao século de ouro, já que elas foram importadas, pela primeira vez, há 400 anos, da região do Império Otomano. A cidade tem inclusive o seu Museu da Tulipa, que retrata a relação da planta com o país e os locais no mundo onde é ela cultivada. Mais infos no site www.amsterdamtulipmuseum.com

Gosta de passeio de Barco?

Em Amsterdam, experimente o clássico da Lovers Canal Cruises.

Veja nossa experiência. Clique aqui

Gostou de Amsterdam? Então clique no nossa página para ver mais dicas