top of page
  • Foto do escritorViagem Sem Escalas

Rio de Janeiro: croissant português em Copacabana



No coração de Copacabana, é hora de sentir o gostinho português com a Croissanteria Portuguesa.


Experimentamos o croissant de búfala, tomate e pesto. É delicioso:



A casa traz o sabor tradicional dos autênticos croissants portugueses, adaptados com recheios suculentos para agradar o paladar brasileiro. Outra dica imperdível é o croissant de Pastrami, acompanhado de rúcula e molho de mostarda Dijon e mel.



Então, se prepare para um menu cheio de sabor com combinações incríveis. São mais de 30 opções entre doces e salgados.


E não deixe de apreciar a única combinação com brie, mel e amêndoas. Detalhe: o queijo brie é levemente derretido e coberto com mel e lâminas de amêndoas:




A marca  nasceu durante a pandemia, em Coimbra, pelo empresário português Alexandre Cunha.


E há as sobremesas. O milkshake de paçoca é sinônimo de acerto no cardápio. Um mix criativo e bem feito!



Há ainda ouras dicas como o crocante, com creme de Ovomaltine. Além dos croissants, a Croissanteria Portuguesa oferece outras iguarias portuguesas como o famoso Pastel de Nata e do Folhado de Bacalhau, que podem ser acompanhados com cafés ou de uma taça de vinho. Ainda há uma variedade de sucos, chás e até mesmo espumante para quem quiser comemorar.


Mas, claro, há os croissants doces como o de doce de leite e coco acompanhado de sorvete.


 



Curiosidades:

O croissant veio de uma tentativa territorial em 1683, na capital de Viena, quando o Império Otomano almejava invadir a cidade. Diz-se que os padeiros vienenses, enquanto trabalhavam durante à noite, ouviram o som dos túneis escavados e alertaram o exército. Para comemorar a vitória, os padeiros criaram um pão em formato de lua crescente, inspirado no emblema da bandeira otomana. A receita foi levada décadas para a França.




コメント


bottom of page