Roteiro pelos ícones da Guerra em Berlim

Um roteiro por Berlim tem que ter os monumentos envolvendo as recordações da Guerra. Ideal para um dia inteiro de passeio, aproveite para viver um pouco da história.

1- O nosso ponto de partida é o East Side Gallery (na foto acima), um trecho do Muro de Berlim que virou uma obra de arte a céu aberto. A visita é obrigatória. Para chegar lá, o ideal é pegar o sistema de transporte e saltar na estação "Berlin Ostbahnof". É só atravessar a rua e contemplar o muro.  Com  um quilômetro de extensão, mais de cem artistas já deixaram sua marca por lá, atraindo turistas do mundo todo. 

2- Depois, pegue o metrô e vá para a rua Bernauer Strasse, onde foram empilhados os primeiros tijolos que iriam dividir Berlim. Ali fica o Memorial do Muro de Berlim (na foto acima), área verde que oferece a melhor documentação do período. Inclui partes da construção original sem pichações ou pinturas. E impressiona pelo tamanho: ao longo da Bernauer Strasse, os trechos ainda intactos da estrutura de concreto dividem espaço com obras de arte, exposições de fotos, documentos e até uma capela. Prepare-se para andar bastante. O ideal é passar algumas horas caminhando por sua extensão. A visita deve ser complementada no Centro de Documentação, do outro lado da rua.

 3- Outra opção para quem quer entender um pouco mais sobre a Guerra é visitar o Monumento aos Judeus mortos pela Guerra (na foto acima). Feito em blocos de concreto, a escolha do local é emblemática, pois era ali era um dos espaços de extermínio durante a Guerra.

 4- Bem perto dali, é possível conferir um dos pontos de observação da antiga polícia nazista, na rua Erna-Berger-Strasse (na foto acima). Era considerado um dos principais pontos de vigilância da fronteira.

 5- Não deixe de incluir em seu roteiro o Memorial Topografia do Terror (na foto acima), que tem entrada gratuita. O local é emblemático: o endereço foi sede de organizações do regime nazista, como a Gestapo, a polícia secreta de Adolf Hitler. Vestígios das paredes do antigo edifício ainda podem ser vistos. O lugar abrigava celas. Um longo trecho do Muro recebe exposições temporárias. E em um pavilhão que serve como centro de documentação, há painéis de fotografia. Os visitantes podem consultar notícias da época num espaço informatizado.

6- Perto dali, também recebe muitos visitantes o Checkpoint Charlie(na foto acima) ponto de controle de fronteira que serviu de passagem entre os dois lados de Berlim durante a separação das Alemanhas. Até lembra, em certa parte, a Times Square, cheio de letreiro das marcas americanas. O visual destoa do resto de Berlim. 

 

Confira nosso roteiro por Mitte, a área central de Berlim. Clique Aqui

 

Confira nosso roteiro por Charlottenburg. Clique aqui

 

Confira nosso roteiro pela praça de Potsdamer. Clique aqui 

 

Confira nosso roteiro pelos arredores do Portão de Brandemburgo. Clique aqui

 

A melhor dica para conhecer Berlim por um preço menor é comprar o Berlin Card, que dá desconto em museus, restaurantes e acesso ilimitado a metrô e trem. Para mais informações, clique aqui. 
  
Quer mais dicas de Berlim? Clique aqui

Tags:

Please reload

Dez dicas para conhecer o Rio de Janeiro

March 16, 2020

1/10
Please reload

O Nordeste do Brasil encanta. O Viagem Sem Escalas acaba de chegar em Cumbuco, cidade pertinho de Fortaleza, capital da ensolarada Ceará. Que terra linda! Para começar nossa trip, separamos algumas dicas para esquentar a nossa aventura.

1. Praia do Cumbuco

Nossa primeira...

>

Please reload

Pelo mundo a fora
Please reload