• Viagem Sem Escalas

Roteiro de um dia em Lisboa

Atualizado: Out 9

O que fazer em um dia em Lisboa?

O Viagem Sem Escalas preparou uma lista do que fazer em um dia inteiro em Lisboa. O roteiro deste dia é centrado na Praça do Comércio - Rossio - Castelo de São Jorge.

Início do percurso

Comece o percurso pelo ponto central, a Praça do Comércio. Em frente à Praça, que palco do fim da União Ibérica, está o Terreiro do Paço com o Arco Triunfal da Rua Augusta - com suas ruas todas planejadas, cheias de atrações turísticas, como o Elevador da Justa, lojas de grifes renomadas e muitos restaurantes típicos. No centro da Praça, está a Estátua de D. José I e, claro,o Rio Tejo. A Praça nasceu dos planos Marquês do Pombal, após o terremoto do século XVIII. Se nos anos 1980, a praça era um estacionamento, foi no fim dos anos 1990 que a Praça passou por uma reforma.

Rua Augusta

Da Praça do Comércio, o ideal é seguir a rua Augusta, onde há uma série de confeitarias que oferecem uma série de doces deliciosos como os pastéis de gila e de nata.

Ao longo da rua Augusta ainda há uma série de lojas com as grifes mais renomadas. E como o Viagem Sem Escalas adora umas compras... Não deixe de reservar um tempinho para umas compras e um lanche. Nas ruas paralelas há uma série de ruelas que recebem os nomes dos antigos ocupantes da região, como a rua dos Sapateiros, dos Douradores e da Prata. Há ainda estátuas vivas com muita música. É agito puro. O local também é a melhor opção para o turista se hospedar.

Elevador de Santa Justa

Andando pela Rua Augusta, uma dica é virar uma das ruelas e pegar o elevador de Santa justa. Mas m atenção sempre há fila. E subindo o elevador de Santa justa, muitas surpresas. De cara, há o Convento do Carmo. Outra dica é almoçar ou tomar um lanche no café A Brasileira, com a estátua de Fernando Pessoa. É uma dica imperdível.

Museus na região

A região conta com uma série de museus super especiais, como o novíssimo Museu do Dinheiro, que fica perto da praça do Comércio e vale sem dúvida uma visita - já que foi feito dentro de uma construção histórica. Mas atenção o museu fecha às segundas-feiras. Outra opção interessante é conferir o Museu de Arte do Chiado, com peças de de vários movimentos, como o romantismo e o modernismo.

Rossio

Subindo a rua Augusta, o Viagem Sem Escalas descobriu a praça do Rossio, uma das mais agitadas a capital portuguesa. Lá tem de tudo um pouco, como bons restaurantes, muitas lojas e agito. No centro da praça, uma bela estátua de D. Pedro IV (ou D.Pedro I, como era chamado no Brasil ) e a seus pés quatro imagens femininas, que representam a Justiça, a Sabedoria, a Força e a Temperança, qualidades atribuídas, claro, a D. Pedro. Vale ainda algumas fotos no Teatro Nacional, um belíssimo prédio.

O Rossio também tem a principal estação de trem, ou comboio, como os portugueses. A estação é cheia de detalhes (na foto). O chão, por exemplo, tem uma calçada que imita a orla de Copacabana.

Praça da Figueira

Ao lado da Praça do Comércio, está a praça da Figueira, que serve de ponto de encontro dos ônibus turísticos da região.

Castelo de São Jorge

No centro, em meio ao agito na praça do Rossio, que tal ir até o Castelo de São Jorge? Por isso, pegue um bondinho e suba as ruelas íngremes e estreitas. O local é incrível e que belas fotos por toda a cidade. O castelo, a mais de cem entrou de altura, foi construído para proteger a cidade dos romanos e, acredite, guardava os tesouros da família real.

Clique aqui para ver o circuito pelo bairro de Belém. É um roteiro que leva também um dia inteiro. Clique AQUI.