• Viagem Sem Escalas

Roteiro com dez dicas para conhecer Madrid

Atualizado: Out 9

Madrid, a capital da Espanha, encanta. A cidade está cheia de opções. O melhor é que é possível fazer tudo a pé. Por isso, o Viagem Sem Escalas selecionou dez dicas perfeitas para curtir a cidade. O ideal é ficar por lá de três a quatro dias. Por isso, não deixe de se hospedar na região central da cidade.

Uma dica é curtir a cidade com o Madrid City Tour, que conta com duas rotas pela cidade, permitindo conhecer boa parte da cidade com conforto.

Veja nosso vídeo especial:

1. Plaza Mayor

A praça é considerada o coração de Madrid e encanta com seus arcos. E é um bom lugar para começar seu roteiro. A praça começou a ser construída no fim do século XV. No centro da praça, há a estátua de Felipe III. A praça já foi palco de touradas, execuções públicas e ações da Santa Inquisição. Hoje, é um ótimo lugar para fazer compras, comer e simplesmente curtir a cidade.

2. Praça Cibeles

O lugar impressiona pela beleza e amplitude. Em seu centro há uma bela fonte considerada um dos monumentos mais bonitos da cidade. É nessa praça que há o Centro Cultural CentroCentro, que oferece, no último andar, um mirante. Não deixe de conhecer esse belo espaço.

3. Parque El Retiro

Ideal para caminhar e relaxar. O parque El Retiro é o principal de Madrid. Lá há muitas opções como conhecer o belíssimo Palácio de Cristal, cuja entrada é gratuita.

O Palácio de Cristal (acima) é um pavilhão romântico concebido para acolher uma mostra de plantas exóticas durante a Exposição das Filipinas de 1887, e constitui um dos principais exemplos da arquitetura do ferro em Espanha.

O mais bacana do parque ainda é curtir o Lago Grande (acima), onde é possível alugar barcos a remo e desfrutar um dia agradável.

4. Puerta de Alacalá

É uma das entradas do Parque El Retiro e fica na Plaza de la Independencia. A Puerta é uma das cinco antigas portas reais que davam acesso à cidade de Madrid e foi construída por ordem de Carlos III. Com estilo neoclássico, foi a primeira Porta construída na Europa depois da queda do Império romano. Depois dela vieram o Arco do Triunfo, em Paris, e a Porta de Brandeburgo, em Berlim. Ou seja, vale a parada para uma foto.

5. Museu do Prado

Não deixe de visitar um dos museus mais famosos da Europa. O Museu do Prado tem mais de 8.600 quadros e 700 esculturas. Então, separe pelo menos de duas a três horas para conhecer o local com calma. É considerada uma das melhores pinacotecas em termos de pintura dos séculos XVI e XVII. A entrada custa 15 euros.

O Viagem Sem Escalas foi até o local para ver as obras do pintor holandês Heronimus Bosch. Deleite-se com o quadro "O Jardim das Delícias", pintado entre 1450 e 1516, no qual Bosch descreve a história do mundo a partir da criação, apresentando o paraíso na terra, com os prazeres da carne, e o inferno. Foto acima (Foto reproduzida da internet) Destaque ainda para "As Tentações de Santo António Abade" e " Mesa dos Pecados Capitais". Fotos no local são proibidas.

6.Catedral Catedral de Almudena

A Catedral Santa Maria la Real de la Almudena (ou Catedral de Madrid) é um dos templos religiosos mais bonitos de toda a Espanha. É uma homenagem à Virgem de Almudena, padroeira da cidade. Começou a ser construída no século 19. Com elementos góticos franceses do século XIII, a construção foi paralisada durante a Guerra Civil e só foi retomada em 1939. É um lugar mágico.

Não deixe de ficar na fila para contemplar a imagem de Nossa Senhora (acima). Há uma série de capelas, algumas lindas como a que conta com paredes na cor dourada.

7. Mercado San Miguel

Hora do almoço ou de um simples lanche. Esse agradável espaço tem mais de 100 anos. O edifício histórico é um dos principais mercados gastronômicos do mundo e permite fazer um passeio pela essência e sabores de cada um dos cantos da Espanha: presunto ibérico, mariscos, queijos especiais e muitos vinhos. As tapas são incríveis.

Os preços são bem variados, podendo chegar a 28 euros por uma tábua de queijos e 3 euros por uma taça de vinho. É uma aventura gastronômica.

8. Palácio Real

Um dos principais pontos turísticos de Madrid, o Palácio Real vale a visita, mesmo que para contemplar pelo lado de fora. Não entramos, pois a fila estava enorme. Embora não seja habitado pelos atuais monarcas, o recinto permanece como a residência oficial dos reis. O edifício inspira-se no Palácio do Louvre, em Paris.

Bem ao lado há o belo Jardim de Sabatini (foto acima).

9.Templo de Debod

Depois de conhecer o Palácio Real, que tal ver um pouco de história antiga? No Parque do Quartel de Montanha, perto da Praça de Espanha, é hora de conhecer o Templo de Debod. Trata-se de um templo egípcio do século II antes de Cristo (a.c.). O templo foi doado a Espanha pelo governo egípcio para evitar que ficasse inundado devido à construção de uma grande barragem. Vale a visita, mas o local conta com militares fazendo a proteção ao local. Ou seja, é possível apreciar de longe.

10. Faro de Moncloa

Que tal ver Madrid do alto? Esse miradouro vale a pena ser visitado. A entrada custa três euros. É uma antiga torre de iluminação, com 110 metros de altura, construída em 1992, ano em que Madrid foi designada Capital Europeia da Cultura. O miradouro conta com um parapeito informativo, que aborda o crescimento e a evolução da cidade ao longo da sua história. O parapeito inclui reproduções à escala de 50 dos principais edifícios e lugares que se podem ver no miradouro.

Lá de cima basta deixar que a vista se perca através das suas enormes janelas, para contemplar uma sucessão de monumentos: o Palácio Real, a Catedral de la Almudena, o edifício de Telefónica em Gran Vía, as Cuatro Torres… E ao fundo sempre presentes os cumes da serra de Guadarrama.