• Viagem Sem Escalas

Nos museus de Toulouse

Atualizado: Out 9

Toulouse é hoje o resultado de seus últimos séculos, quando passaram por lá romanos, visigodos e até os árabes. O resultado é uma cidade multicultural com diversos museus e monumentos unindo o melhor da arquitetura com um toque moderno. A Cidade Rosa, como é conhecida, é um dos maiores polos culturais do Sul da França. Por isso, o Viagem Sem Escalas decidiu fazer uma lista com os melhores museus e monumentos da cidade que devem entrar no roteiro de quem pretende conhecer a cidade. O melhor é que é possível fazer tudo a pé, já que os melhores pontos turísticos estão localizados no centro de Toulouse! Toulouse, je t'aime!

Convento dos Jacobinos

Construído em 1230, esse belo monumento era o lar da ordem os Pregadores. O Convento foi todo construído em tijolos vermelhos, uma marca da cidade de Toulouse. Em seu interior, colunas de mármore, em formato de palmeira, mostram a grandiosidade do local. Com arquitetura gótica, o espaço também conta com os restos mortais de São Tomás de Aquino. O convento também foi uma espécie de quartel das tropas de Napoleão Bonaparte, devido ao seu enorme espaço. A entrada na Capela de Saint-Antonin é gratuita - o preço regular é de 4 euros. Destaque para as pinturas murais do século XIV. Mas é preciso pagar para entrar no claustro. Com o "Toulouse Pass Tourisme" a entrada é gratuita. Mas fique atento ao horário de funcionamento: fecha às 18h. Não deixe ainda de conferir uma exposição em homenagem aos peregrino de Santiago de Compostela. A mostra traça os percursos e as dificuldades ao longo do caminho, com muita criatividade e diversão.

SAIBA MAIS: Os benefícios do Toulouse Pass Tourisme . Clique aqui

Museu dos Agostinhos (Musée des Augustins)

São Francisco de Assis

Esse é, sem dúvida, um dos mais bonitos museus de Toulouse. Por isso, a visita é obrigatória. Considerado o Museu de Belas Artes de Toulouse, o espaço está localizado no coração da cidade e, desde 1793, abriga coleções de pintura e escultura desde o início da Idade Média até a década de 1940. Criado em 1793, o museu dé risco em esculturas, com uma coleção única de peças românicas e muitas obras-primas góticas. Destaque para as esculturas de São Francisco de Assis e as pinturas de tema religioso. Em uma das salas é possível apreciar as esculturas romanas com decoração moderna. Como o prédio já foi convento dos Agostinhos é possível apreciar seu belo castro no interior, com um jardim interno de tirar o fôlego. Fecha às 18h. Com o "Toulouse Pass Tourisme" a entrada é gratuita. A entrada custa seis euros.

Fundação Bemberg

Obra de Picasso (abaixo) e Monet (acima)

Galeria geral

Agora, se a ideia é conhecer o interior de um palacete, a dica é visitar o interior do Hotel D´Assézat, que é comandado pela Fundação Georges Bemberg, um homem das artes e das letras, pianista, bibliófilo e colecionador. O museu retrata suas obras preferidas, adquiridas ao longo de sua vida em um lindo prédio em estilo renascentista. Lá há quadros do Renascimento e do século XVII: obras de Clouet, Cranach, Tintoretto. Também abriga 36 telas de Bonnard, bronzes do Renascimento e esculturas venezianas.E muitos objetos. Destaque para quadros de Claude Monet, com o "Portrait de son fils Jean en bonnet à pompom". Há ainda as famosas gravuras de Picasso, como o "Le Couple". A entrada custa oito euros. Com o "Toulouse Pass Tourisme" a entrada é gratuita. Fecha às 18h.

Museu de Toulouse (História natural)

Um pouco mais afastado do centro de Toulouse, o museu de História Natural é voltado para crianças, com muitas atividades interativas paras os pequenos, com uma série de explicações sobre o sistema solar e a formação do universo, os tipos de rocha etc. Há ainda uma série de animais empalhados.

Quer mais dicas de turismo de Toulouse? Clique aqui