• Viagem Sem Escalas

Em New York, um roteiro pelo agito do Centro Financeiro

Atualizado: Out 9

O Centro Financeiro, ou Wall Street, é o lugar certo para começar a desvendar New York. Após os atentados do 11 de setembro, a região ganha destaque entre os turistas e recebe novos arranha-céus a cada ano e pontos importantes para serem visitados. Uma força-tarefa das redes hoteleiras e de bares e restaurantes foram feitos para promoverem o bairro aos fins de semana, quando os executivos deixam na cidade após as rodadas de negócios. Isso trouxe uma programação única e imperdível. Veja nossas dicas e aproveite cada segundo pela região.

Há ainda a arquitetura do The Trump Building, com obras de artes em meio aos escombros do atentado terrorista. Ou seja, muitos prédios para observar e contemplar!

Os ícones de Wall Street

Já o touro de bronze Charging Bull, com mais de três metros de altura, representa a força das ações na Bolsa de Valores. Diz a lenda popular que o nova-iorquino ou turista que esfregar a mão seu chifre, no focinho ou nos seus testículos garante prosperidade e dinheiro. Por isso, prepare-se para encontrar uma fila com muitas pessoas animadas para tirar fotos engraçadas. Para conhecer a história, entre no site oficial www.chargingbull.com

Comece com uma caminhada no Centro Histórico e visite momentos importantes logo cedo para garantir boas fotos e evitar filas. Bem em frente ao prédio da Bolsa de Valores, cena de vários filmes, fique atento para conferir os 110 cm da Fearless Girl, que enaltece o empoderamento feminino e pede mais vaga para as mulheres no mercado financeiro. A estátua da menina feita em bronze é assinada pela artista Kristen Visbal e virou um dos símbolos de Nova York.

Aproveita a tarde para conhecer o Westfield World Trade Center, um shopping novo que foi construído na área do antigo World Trade Center. Além de lojas, a arquitetura impressiona.

Todo branco e modernoso, o complexo comercial é cercado por uma praça onde está o Museu 11/7 e as duas fontes de água com nomes das vítimas que morreram no atentado. Não estranhe se voluntários estiverem colocando flores em alguns nomes. Trata-se de uma homenagem especial que acontece durante os 365 dias às vítimas para relembrar seus aniversários.

Além de painéis coloridos com obras de artes que retratam a realidade, há o prédio One World Observatory, que vale a pena ser visitado. Além de vista em 360 graus da cidade de Nova York, telões modernos e interativos que contam a história da cidade precisam ser apreciados.

Veja toda a experiência aqui.

Olha a vista:

Bater perna pelo Seaport District é uma delícia. Cercado de bares e restaurantes, as ruas são cheias de jovens do mercado financeiro na hora do happy hour.

Veja o pôr do sol no do novo Píer 17. Além de palco no rooftop onde acontecem apresentações musiciais, uma praça ampla cercada de barcos faz qualquer pessoa relaxar. Não deixe de conferir o tempo passando no relógio digital Rudolph de Harak Digital Clock. O prédio resume bem o DNA da cidade: Tudo lá funciona 24 horas por dia e é uma cidade que não dorme. A localização exata é na Water St com a John St.

Atravessar a The Brooklyn Bridge à pé ou de bicicleta é um passeio imperdível. A primeira ponte em aço e que liga Manhattan–Brooklyn tem cerca de 2,5 km.

Onde ficar em Wall Street

Se você gosta de se hospedar em um hotel pequeno e elegante, a dica é o Gild Hall, da rede Thompson Hotel. Além de quarto confortável, o hotel conta com o restaurante Felice e um lobby com biblioteca exclusiva. Um luxo. O quarto, o café da manhã e um almoço típico americano com muito sabor garantem a estadia perfeita. Veja toda a nossa experiência aqui.

Para quem gosta de clima de resort em pleno centro urbano, faça uma reserva no hotel Andaz Wall Street New York, unidade da rede Hyatt. Com academia completa, salões e restaurantes, quarto espaço e banheiro que é puro luxo, o hotel promove todos os dias seu happy hour festival de vinho para os hóspedes. Claro, os cookies estão 24h liberados e a disposição dos visitantes no lobby. Veja toda nossa experiência aqui.

Veja mais dicas de New York. Clique aqui para saber tudo: www.viagemsemescalas.com/newyork