• Viagem Sem Escalas

Casa Batllo em Barcelona e os encantos de Antoni Gaudi



O Viagem Sem Escalas está em Barcelona, a capital da Catalunha e uma das cidades mais famosas da Espanha e porque não do Mundo?



Como já estávamos há algum tempo sem ir para Barcelona, decidimos ir direito para a Casa Batlló, uma das obras-primas de Antoni Gaudí!


Veja nosso vídeo especial:


A casa é Patrimônio Mundial da UNESCO e fica no coração do Paseo de Gracia!



A visita pelo seu interior inclui um tour completo por essa verdadeira joia universal da arquitetura com o esplendor de uma Barcelona de 1900. São vários andares, do térreo ao icônico telhado com as chaminés! Amamos!



A visita, no entanto, começa já do lado de fora, observando os ricos detalhes da fachada da Casa Batlló, com ondulações que lembram até um mar calmo. O artista se inspirou no mundo marinho e no Mar Mediterrâneo.



O "trencadís", obtido através de pedaços de vidro e resíduos de cerâmicas, é um elemento fundamental na obra de Gaudí e especialmente na fachada da Casa Batlló.


Ainda na fachada, o que você vê? Máscaras venezianas, caveiras ou tartarugas?



A Casa Batlló é conhecida como "Casa do Dragão". Um dos elementos usados por Gaudí é a lenda de São Jorge, padroeiro da Catalunha.



Os ladrilhos de cerâmica que coroam o edifício formam um manto colorido e ondulado que lembra até as costas de um dragão. Por sua vez, a cruz de 4 braços simbolizaria a espada que São Jorge mergulhou no animal para matá-lo.



A fachada ficou por um grande período de reformas - e agora, em março de 2022, já estava concluída!



Começamos a visita com uma experiência imersiva para viajar até a origem da inspiração de Gaudí: a natureza. É para aguçar os sentidos!



Na Casa Batlló, a luz natural chega a todos os cantos graças a uma claraboia principal e dois pátios centrais de cor azul.


Os azulejos superiores são mais escuros que os inferiores e as janelas aumentam de tamanho nos andares inferiores.




Com essas duas ideias, a degradação da cor e o tamanho das janelas, Gaudí conseguiu distribuir a luz igualmente pelos diferentes andares.




Durante toda a visita, a sensação é estar submerso no mar, mergulhando ou olhando a superfície da água cristalina que esconde tesouros ...


Entre os elementos que se destacam está o corrimão de madeira que lembra a espinha dorsal de uma baleia. No sótão, os arcos simula a barriga de uma baleia...


É muita arte, né?


Gaudí está por toda a cidade. Veja por onde já andamos:



Na Casa Vicens


No Park Güell


Na Casa de Gaudí


Na Sagrada Família


No Palau Guell


Na La Pedrera (Casa Mila)


#VisitBarcelona


Você encontra todas as informações da cidade no site oficial do departamento de turismo da cidade: www.barcelonaturisme.com