top of page
  • Foto do escritorViagem Sem Escalas

Roteiro em Lisboa: Museu Nacional do Azulejo



Em Lisboa, é hora de conhecer o Museu Nacional do Azulejo. O museu é belíssimo e vale entrar no roteiro de quem visita a capital portuguesa.



O museu fica afastado da área central de Lisboa. Mas nem por isso faltam opções para chegar lá rapidamente como o Yellow Bus, o ônibus turístico da cidade.



O museu está instalado no antigo convento de clarissas da Madre de Deus, fundado em Junho de 1509 pela rainha D. Leonor.



A arte em azulejos é um traço marcante na cultura de Portugal. Por séculos, a religião, o amor e as guerras foram registrados para sempre nas paredes.  Visitar o museu é uma volta ao tempo.



O Museu conta a história de Portugal desde meados do século XV. Durante a visita do Museu é possível perceber e analisar as diferentes técnicas de pintura em azulejos como os usados no interior de igrejas e casas como na parte externa.



E, claro, há os mais diversos tamanhos e formatos de azulejo. Uma curiosidade: Depois do terremoto de 1755, procurava-se a proteção divina colocando nas fachadas dos edifícios painéis de azulejo com figuras de Santos ou de Nossa Senhora.



Durante a visita, observe os estilos barroco, Art Deco e rococó nos painéis que retratam  os gostos da nobreza e da igreja ao longo das décadas.



Há ainda um painel com 23 metros de comprimento que retrata a Grande Lisboa antes do terromoto de 1975.



Entre as pinturas no azulejo, o espaço do museu também é para se contemplar. Tem a Capela de Santo Antônio,  Escadaria de S. Bento, Sala da Caça, Claustro D. João III e um jardim de inverno.



Se ainda não foi, coloque já no roteiro.

Comments


bottom of page